Diagnóstico e Tratamento da ATM

Dor de Cabeça pode ser DTM!

Dor de cabeça é uma queixa presente nos pacientes com Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial, também conhecida por diversos outros nomes como Disfunção da ATM, Dor e Disfunção Miofascial, Disfunção Craniomandibular, ou simplesmente DTM-DOF.

A estabilidade dos componentes móveis das ATMs (côndilos) é dependente da oclusão dental (encaixe dos dentes inferiores nos superiores). Quando esse encaixe não é adequado tem-se a denominada má oclusão dental, que gera compressão e estresse na ATM. Essa inadequação provocará dor nas ATMs, nos músculos mastigadores, dificuldade de mastigar, de falar, de movimentar a mandíbula, ruídos nas ATMs, entre outros sinais e sintomas.

Os músculos temporais (exatamente onde se encontra as mãos na figura) são músculos de estabilização e os primeiros, no sistema mastigador, a apresentarem dor resultante de fadiga.

Sinais e Sintomas

  • Dor de cabeça frequente
  • Dor nos músculos cervicais
  • Mordida (oclusão) alterada
  • Ruídos na ATM (Estalos – Crepitação)
  • Apertamento dental
  • Zumbido no ouvido
  • Dificuldade de abrir a boca
  • Dor quando abre a boca
  • Dor quando aperta os dentes
  • Dificuldade de mastigar
  • Dificuldade de dormir
  • Dor de ouvido
  • Dente fraturado
  • Dente sensível
  • Dor nos músculos mastigadores

Tratamento da Disfunção da ATM e Dor Orofacial

Formulado o diagnóstico da DTM-DOF será indicada a Placa Interoclusal, associada à sessões de eletroterapia.

O sistema utilizado na CDTATM é o da Scheu-Dental (Germany) que possui grande variedade de tipos de placas com indicação para DTM-DOF, aparelhos, contenção, proteção esportiva, clareamento, ronco e outros.

A maioria dos pacientes portadores de DTM-DOF tem como diagnóstico compressão articular (posterior, superior, anterior e detrusão) que provoca inflamação na ATMs e como resposta fisiológica alterações musculares. Com isso, algumas vezes se faz necessário o tratamento com medicações (antinflamatórios, relaxantes musculares e corticóides).

A placa interoclusal promove reorganização funcional muscular, articular e periodontal.  A mudança do posicionamento articular promovido pela placa interoclusal é avaliado por tomografia computadorizada cone-beam.

Após a estabilização da ATM se faz necessário uma nova avaliação clínica para definir a próxima etapa do tratamento. Podendo seguir apenas com o uso das placas, uma Ortodontia ou até uma reabilitação oral.